20 ideias para decorar e remodelar a sua casa

Para retirar o máximo partido dos espaços disponíveis, maximizando a entrada de luz natural e conseguir movimentos confortáveis, são os três objectivos fundamentais para uma boa distribuição dos elementos decorativos da sua casa.

Ao planificar a distribuição do mobiliário, este deve ficar num espaço suficiente de modo que seja possível usa-los e circular livremente sem impedimentos. Os móveis de canto são um recurso útil para aproveitar os cantos e poupar espaço e garantir a utilização dos espaços “mortos”.

Neste artigo, deixo vinte ideias para acertar no que diz respeito á arrumação da sua casa.

1. Defina bem as suas necessidades

Para retirar o máximo partido da distribuição da sua casa, o primeiro passo, é saber tudo o que necessita: qual o papel de cada divisão, quantas pessoas vão usar, etc. Esta análise preliminar, é essencial para que tenha sucesso em todas as decisões posteriores.

2. Procure o máximo de conforto

Antes de adquirir qualquer móvel, confirme se tem espaço suficiente par ao suportar e se este, irá cumprir o seu papel. Por exemplo, ao comprar uma cama, verifique se esta tem gavetas, de forma aliviar o quarto.

3. Pense nas alterações futuras

Com o passar do tempo, as suas necessidades podem alterar-se. Ao comprar um mobiliário, tenha em conta que este seja fácil de mover-se e que sejam versáteis. Por exemplo, numa sala pequena é mais prático dois sofás pequenos, do que um com um sofá grande.

4. Espaço para arrumação

Em qualquer casa ordenada é fundamentar ter o espaço necessário para arrumação: armários, gavetas, prateleiras, estantes... Lembre-se, as necessidades de arrumação, são sempre crescentes com o passar do tempo.

5. Distância e alturas adequadas

Ao distribuir os móveis numa divisão da casa, nunca se esqueça de respeitar as distâncias mínimas entre eles, para que possa retirar ao máximo partido desses mesmos móveis. Especialmente na cozinha e casa de banho, o mobiliário deve ser ajustado para coincidir com as pessoas que irão utilizá-los.

6. Retire o máximo partido da luz natural

Observe a quantidade de luz natural e a forma de retirar o máximo partido dela. A sala e a cozinha devem ser a zona da casa com mais luz durante o dia, enquanto que, os quartos devem ser a divisão da casa com menos luz durante a noite.

7. Relação entre as facilidades ambientais

Ao distribuir os diferentes quartos da casa, este, devem compreender uma relação lógica entre eles. Por exemplo, a cozinha e a sala de jantar deve estar o mais próximo possível, enquanto os quartos devem estar mais próximos das casas de banho.

8. Evitar que os móveis impeçam a entrada da luz

Ao colocar os móveis nas divisões da casa, deve faze-lo, de forma a deixar a passagem da luz natural, evitando assim barreiras que impeçam a luz de passar. Evite colocar o mobiliário ao pé das janelas, desta forma poderá melhorar a visualização.

9. Crie espaços abertos para facilitar a circulação

Uma boa distribuição é equivalente a um bom fluxo. Os espaços transitem uma sensação clara de ordem. O deslocamento lógico entre na porta e janelas, permite decidir a colocação de mobiliário urbano.

10. Móveis feitos a medida

Os móveis feitos a medida são um excelente recurso para explorar o espaço disponível e alcançar uma distribuição mais racional, especialmente em pequenas colocações. Assim, é possível ter cantos demasiado duros e ganham espaço para arrumação. Por exemplo, instalar um sótão no corredor.

11. Um espaço para cada actividade

Cada casa e cada família, tem um estilo de vida próprio, características e actividades específicas. Assim, podemos garantir que cada área é atribuída uma actividade para desenvolver da melhor maneira possível. Desta forma, é possível garantir que todos se sintam mais confortáveis.

12. Móveis proporcionais

Um dos princípios fundamentais, é garantir que qualquer móvel seja proporcional ao espaço que se destina. Alguns móveis, de grande dimenção podem simplesmente dificultar os movimentos. Inversamente, as peças mais pequenas, constroem uma atmosfera mais limpa.

13. Distancia para abrir portas e gavetas

Ao projectar um determinado aspecto, é fundamental não nunca se esquecer do espaço que é necessário para abrir portas e gavetas com facilidade. Não só deve ter espaço para ser capaz abrir sem encontrar obstáculos, mas também ser capaz de aceder ao interior dos armários e gavetas sem dificuldade.

14. Portas e Janelas corridas

Um bom recurso para poupar espaço e evitar espaços “mortos”, são as portas e janelas deslizantes. Outra boa solução que é possível aplicar nas casas de banho e despensas, são as portas que abrem para o exterior.

15. Móveis ligeiros para não sobrecarregar o espaço

Existem várias soluções para não sobrecarrega o espaço existente. Na sala de estar, quarto ou nas áreas de trânsito, deve-se escolher móveis ligeiros mas que sejam úteis ao mesmo tempo. Pense também em peças dobráveis, empilháveis ou extensíveis, que pode servir para arrumação.

16. Peças versáteis e multi-funções

Outra excelente opção, é utilizar móveis que tenham multifunções. Entre outros, pode optar por comprar baús para guardar objectos no seu interior, bancos com a área de armazenamento na parte inferior, mesas cabeceiras, um sofá cama confortável, etc.

17. Divisões com dupla função

Algumas divisões da casa, podem ser usadas com mais de uma função de uso. Por exemplo, o escritório também se pode transformar tornar num vestiário ou quarto ocasionalmente, a sala, tem capacidade para acomodar uma biblioteca, refeitório e cozinha diariamente. Além disso, lavandaria e engomadora podem compartilhar espaço.

18. Iluminação adequada

Uma boa iluminação é um factor chave em qualquer divisão. Os pontos de luz que são adequados a cada ambiente, deve-se assim, proporcionar a luz necessária, de acordo com as necessidades do momento e sublinhar a sua personalidade. A luz vai ajudar a expandir o espaço já isolado.

19. Ganhe amplitude com os tecidos e a pintura

Pode uniformizar a cor das paredes e do tecidos com a perspectiva, que a esta vai ajudá-lo a criar sensação de espaço, enquanto pode melhorar a imagem de um todo. As pinturas incluem cores brilhantes com a sensação de espaço, o mesmo é verdade, para os fios lisos da cor dos tecidos.

20. Redefina ambientes livres

Se optar por dividir um espaço, em vários em vários (sala, cozinha e escritório), poderá fazê-lo sem recorrer a peças que impeçam os movimento e a entrada da luz natural. E possível usar móveis ou plantas com iluminação a diferenciar os diferentes pisos ou carpetes.

Os visitantes que leram este artigo, também leram:

Comentários